ATO EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DOS DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS

No dia 18 de maio de 2022, o Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza participou de Ato público que reivindicou a proteção popular pela vida das/os defensoras/és de direitos humanos. O ato ocorreu na praça dos três poderes em Brasília e teve como ponto central o lançamento de uma carta aberta com o tema “PELA DEMOCRACIA E PELA VIDA DE DEFENSORES/AS DE DIREITOS HUMANOS.

As organizações presentes se reuniram para:
Expressar profunda preocupação com os ataques à democracia e ao processo eleitoral, que atingem pilares do estado democrático de direito construído pelas lutas populares e consagrado na Constituição Federal de 1988, feitos por setores conservadores e antidemocráticos da sociedade e por agentes políticos.

Repudiar as convocações para a liberação indiscriminada do uso de armas que fortalecem ações milicianas e daqueles que encontram nas diversas formas de violência como recurso para reprimir e atacar opositores.
Denunciar todas as formas de ameaças e de ataques a militantes sociais, lutadores/as do povo e defensores/as de direitos humanos que, por meio da organização e das lutas, resistem e promovem as causas dos direitos humanos, da democracia e da justiça social.

Expressar repúdio a todos os retrocessos e ataques aos direitos humanos feitos por políticas de austeridade fiscal, pelo orçamento secreto, os ataques aos direitos dos/as trabalhadores/as, os ataques aos povos indígenas, comunidades tradicionais, juventude negra e LGBTQUIA+, o incentivo à grilagem, o desmonte de políticas públicas com a Reforma Agrária, a devastação das florestas e dos bens comuns e a falta de cuidado com o ambiente natural

O Ato fez parte do Encontro Nacional de Proteção Popular de Defensores e Defensoras de Direitos Humanos, que ocorreu de 17 a 19 de maio em Brasília. A atividade, com representação das entidades da sociedade civil de todos os estados da Federação, conta com a presença e o apoio de movimentos sociais e as organizações mais importantes e históricas do país: MNDH, CPT, ABGLT, SMDH, CIMI. ABONG e o apoio da cooperação internacional. No Ceará o projeto Sementes de Proteção é coordenado pelo Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza e o Movimento Nacional de Direitos Humanos /CE.

Texto de Benedito Wellington Cunha Pereira, Conselho Gestor do CDVHS.

1 comentário em “ATO EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DOS DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *