CURSO PARA DEFENSORES POPULARES DE DIREITOS HUMANOS É INICIADO EM IGUATU

Publicação 12/04/18 00:17; atualização 12/04/18 00:44

Localizado a 370 km de Fortaleza, a cidade de Iguatu reúne lideranças populares das regiões Centro-Sul, Cariri e Sertão Central na quarta turma do Curso ‘Defensores Populares de Direitos Humanos’, promovido pela Escola Popular de Educação em Direitos Humanos do Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza.

O curso é composto por 5 módulos divididos em 10 encontros. Iniciado em 23 de fevereiro, o processo formativo será encerrado em novembro de 2018 e contará com 50 defensores populares de direitos humanos certificados com atuação no interior do Ceará. “O curso já acontecia em Fortaleza e fomos provocados para irmos ao interior e fortalecer os movimentos territoriais, afinal, a intenção do curso é promover a articulação entre diferentes movimentos para garantir a incidência nas pautas de direitos humanos”, contextualizou Alef Feitosa, membro do Conselho Gestor do Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza.

O primeiro módulo do curso contou com facilitação da Dra. Beatriz Xavier, professora da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará e presidenta do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos. “Garantir o conhecimento popular com linguagem acessível aos movimentos, ativistas e militantes para atuação na defesa de direitos é marca da metodologia do curso”, explica Alef.

Para viabilizar o curso, foi fundamental a parceria com a Defensoria Pública Geral, através da Ouvidoria Externa e da Escola Superior; com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Iguatu; com o Centro de Defesa dos Direitos Humanos Antônio Conselheiro; com a Cáritas Diocesana de Iguatu e com a Universidade Regional do Cariri - URCA.